Isolamento acústico: qual o papel das portas de madeira?

Pexels-tima-miroshnichenko-5198264-scaled

Não há dúvida que a pandemia do novo coronavírus trouxe aos trabalhadores uma modalidade até pouco tempo utilizada por uma pequena parcela das empresas, o trabalho remoto. As medidas de restrição à circulação e aglomeração fizeram com que, de maio a novembro de 2020, 11% dos trabalhadores ativos no Brasil exercessem suas atividades profissionais de casa (Pnad/IBGE). Ou seja, 8,2 milhões de pessoas passaram a trabalhar e conviver com suas famílias no mesmo ambiente diariamente.

Neste período, era comum ouvir reclamações sobre a frustração de não poder circular livremente e a respeito da complexidade de dividir constantemente os espaços da casa, devido à falta de privacidade e silêncio para a execução das atividades. 

A população que reside em habitações construídas antes da publicação e aplicabilidade da ABNT NBR 15575 – Desempenho de edificações habitacionais (projetos aprovados antes de 2013) foi a mais prejudicada porque não contava com unidades habitacionais construídas dentro dos requisitos mínimos de desempenho acústico. Portanto, teve que lidar com todo esse desconforto e falta de privacidade. 

A norma de desempenho da construção civil (ABNT NBR 15575) trata do conforto acústico e prevê o isolamento entre paredes internas que separam duas unidades; das paredes internas que separam as unidades das áreas comuns; do conjunto de paredes e portas que separam duas unidades; e dos sistemas de pisos com relação ao ruído aéreo e de impacto.

Importante destacar que a ABNT NBR 15575 passou recentemente por um processo de revisão da parte acústica. A emenda foi publicada em 29 de setembro e entrará em vigor a partir do dia 13 de março de 2022, mas já pode ser aplicada voluntariamente. A norma está disponível em https://www.abntcatalogo.com.br/normagrid.aspx  

Papel dos arquitetos e engenheiros

Com a exigência da aplicabilidade das normas técnicas e o reforço da necessidade do conforto acústico pelos usuários das habitações, os projetos arquitetônicos têm dado cada vez mais atenção à acústica entre os ambientes, sempre pensando em proporcionar o bem-estar das pessoas que irão conviver nele.

O conhecimento da NBR 15575 já é praxe para os profissionais do segmento da construção civil, porém existem outras normativas que podem contribuir no conforto acústico das habitações, caso da NBR 15930-3:2021 – Portas de madeira para edificações – Parte 3: Requisitos de desempenho adicionais. Nela existe um capítulo específico sobre o isolamento acústico de portas, onde são indicadas as classes de desempenho acústico da porta e os índices de isolação sonora.

Slide1

O isolamento acústico não é o único requisito para a especificação de portas de madeira, os arquitetos e engenheiros devem estar atentos à ocupação e uso; nível de desempenho; ambiente de instalação; perfil de desempenho; tráfego de uso; entre outros. No Guia Orientativo de Portas de Madeira para Edificações está disponível um roteiro para especificação de portas de madeira. Ele pode ser acessado no botão abaixo: 

Contato
+55 (41) 3225-4358
psqportas@abimci.com.br
Endereço

Av. Comendador Franco, 1341
Campus da Indústria – Jardim Botânico
Curitiba (PR) – CEP: 80.215-090

Ao utilizar este site você aceita o uso de cookies para otimizar sua experiência de navegação. Política de Privacidade

Sou Participante

Acesse a área restrita