A vez das cores e a força eterna do amadeirado

Site-03

Da mesma forma que as tendências de moda, a decoração de interiores também é impactada por ciclos de consumo. Alguns acabamentos nunca perdem o espaço como os de tonalidade amadeirada, mas recentemente as empresas fabricantes de portas de madeira têm observado a procura por opções diferenciadas onde as cores ganham espaço. Essa mudança de visão em relação às portas está diretamente relacionada com a importância que as residências ganharam nos últimos anos. 

“A madeira, de forma geral, é sinônimo de acolhimento e conforto, então é um tipo de acabamento que o consumidor busca ter. Os padrões unicolores são uma tendência há algum tempo, geralmente em composição com algum padrão amadeirado. Tudo depende muito do local onde essa será instalada, se ela vai ser incorporada como um elemento de decoração ou servir apenas à função de dividir espaços e conferir privacidade”, analisa Flávia Athayde Vibiano, gerente de marketing e produtos da construção civil da Eucatex.  

Além disto, segundo o diretor corporativo da Randa, Guilherme Ranssolin, consumidor final está cada vez mais exigente e percebeu que a qualidade de vida, o conforto das residências, do seu local de trabalho é fator determinante. “Percebemos um olhar diferente aos tons amadeirados, como o carvalho americano e madeiras brasileiras, que dá um toque de sofisticação ao ambiente e aconchego. Outro destaque são os tons unicolores desde o cinza aos tons mais terrosos, agregando ainda mais design aos projetos”, observa. A empresa também tem pensado nas portas como um conjunto com a valorização do marco, inovando com as guarnições invertidas que acompanham os rodapés, uma tendência forte na Europa.

O diretor comercial da Famossul, Guido Greipel Junior, também destaca o uso de cores nos acabamentos. “Deveremos introduzir alguns novos padrões de cores em nosso portfólio de produtos. Percebemos o aumento da procura por cores acinzentadas e o preto também está em alta”.   

Os tons terrosos também são evidenciados pelo diretor comercial da Concrem Wood como uma tendência. “Lançamos no segundo semestre de 2022, algumas portas com cores baseadas em tons terrosos. Percebemos que o mercado tem buscado essa opção para compor de alguma forma os ambientes que também trazem esta tonalidade, saindo da forma tradicional branca”.

Para a diretora corporativa da Dalcomad, Vitoria Dalgallo, o acabamento em madeira é sempre um diferencial pela sua naturalidade e presença no ambiente. “Mesmo assim, nosso principal lançamento para 2023 são novos revestimentos e novas cores para o segmento de portas”.

Na visão da Manoel Marchetti, empresa que fabrica as Portas Alamo, o acabamento em madeira tem mudado seu grau de importância na decoração de interiores e está se tornando um produto premium. “Ele está voltando a desfrutar do status que teve há 40/50 anos. Porém agora, as portas têm maior valor agregado, são pensadas para ter melhor custo x benefício, valorizando a racionalidade e os conceitos de desempenho”, destaca o diretor-presidente da empresa, Fabio Ayres Marchetti. 

Novas tendências, mas sempre com olhar na qualidade  

Ouvir as necessidades do cliente e do mercado é a premissa básica para as empresas fabricantes de portas desenvolverem novos produtos, porém o olhar das equipes envolvidas está sempre direcionado para o desempenho que os que o produto a serem lançados devem atender.

“Os lançamentos surgem de acordo com as necessidades do mercado e, principalmente, de nossos clientes, para o processo de desenvolvimento nossos times se unem para discutir as melhores soluções de aperfeiçoamento. Neste processo, sempre envolvemos nosso setor de qualidade que nos orienta em relação às normas, desta forma dando garantia e segurança a nossos clientes principalmente para os produtos com certificação”, conta Vitoria Dalgallo.

Guilherme Ranssolin conta que o passo inicial para o desenvolvimento de um novo padrão de acabamento para as portas ocorre por meio do contato do pós-venda, pesquisas de satisfação, visitas do setor comercial e técnico aos clientes. “Acreditamos que todo produto é passível de desenvolvimento e deve ser realizado de acordo com os parâmetros descritos nas normas técnicas. Para isto, contamos com um laboratório que realiza testes de qualidade nos produtos e insumos, junto a uma equipe multidisciplinar preocupada em levar o melhor para os clientes”, justifica.

A Manoel Marchetti trabalha sendo guiada pelas necessidades do mercado e com total atenção ao desenvolvimento técnico do produto. “Avaliamos muito a questão do desempenho”, destaca Fabio Marchetti.

Na fabricação de portas de madeira, a atenção ao desenvolvimento de produtos que atendam as especificações de desempenho estabelecidas em norma técnica é primordial. “Nossa maior preocupação é proporcionar o que o cliente precisa, sempre dentro de nossos limites, considerando não somente a norma, como também a parte econômica, desenvolvendo produtos dentro das possibilidades do que o mercado está apto a absorver”, afirma Flávia Athayde Vibiano.

Nesse processo, além dos fabricantes acompanharem a dinâmica das tendências, eles devem estar atentos ao que o produto e o projeto exigem tecnicamente. As normas acompanham estas constantes evoluções da pesquisa e desenvolvimento de produtos, tendo sempre o foco nas necessidades do mercado. 

Fonte: Conteúdo publicado na quinta edição da Revista Portas de Madeira.

Contato
+55 (41) 3225-4358
psqportas@abimci.com.br
Endereço

Av. Comendador Franco, 1341
Campus da Indústria – Jardim Botânico
Curitiba (PR) – CEP: 80.215-090

Ao utilizar este site você aceita o uso de cookies para otimizar sua experiência de navegação. Política de Privacidade

Sou Participante

Acesse a área restrita